Copenhagen

Copenhagen é a maior cidade e a capital da Dinamarca. Apesar de estar dentro da União Européia o país possuí moeda própria, os Kronos Dinamarqueses (DKK). A língua oficial é dinamarquês (Danish) e o seu governo é uma monarquia constitucional, o que significa que possuí a família real e o primeiro ministro. 

Os países nórdicos são conhecidos por dois fenômenos da natureza extremamente peculiares e característicos dessa região da Europa. Durante o Verão é comum experienciar o chamado sol da meia noite, que como ja diz o nome é quando o relógio chega em meia noite e ainda está sol. Durante o Inverno é comum observar as auroras boreais, feixes de luz no céu durante a noite (se quiser saber mais sobre minha experiência com Auroras Boreais consulte o post da Noruega que estive durante o inverno). Curiosamente nenhum desses fenômenos acontecem em Copenhagen, mas sim mais ao norte da Dinamarca. Eu estive na cidade durante o verão, e apesar de não ter sol da meia noite, só escurece definitivamente 23:00 e amanhece as 4 da manhã. No Verão os termômetros variam entre 12°C-25°C. 

Copenhagen não é uma cidade grande e é rodeada por ciclofaixas, o que faz a bicicleta ser o meio de transporte mais fácil para se locomover pela capital. A maioria dos lugares também são perto um do outro então caminhar também é uma ótima opção.

Indry By é o bairro mais charmoso e gostoso de passear em Copenhganen. Lá é o centro antigo da cidade e aonde têm diversas várias praças, calçadões com lojas de grife, boutiques, cafés e restaurantes. No meio desse centrinho também fica a Rundertaan (Round Tower) e a Kultorvet (a praça que eu achei mais charmosa de Copenhagen). Outro ponto central de Indry By é a Kongens Nytorv, uma das praças mais famosas da cidade que fica ao lado de Nyhavn.

Aqui está um mapa de Indra By e arredores:

A Rundertaan é o mais antigo observatório da Europa que ainda está em funcionamento hoje. Ele foi construído para o grande astrônomo Tycho Brahe durante o século XVII. Hoje em dia o observatório é usado por astrônomos amadores e turistas. Há também a parte de fora da torre que dá direito a uma esplêndida vista para a cidade velha de Copenhagen.

Uma ícone de Copenhagen são as casinhas coloridas distribuídas pela cidade. A cada canto que passar vai ter essas casas pintadas de diferentes cores alinhadas com uma altura bem similar. Recomendo passear por Nyhavn, um canal que tem várias dessas casas juntas e também diversos restaurantes em frente ao calçadão

Ao lado de Indry By, perto da Rundertaan, está o Kongens Have ou Rosenborg Garden. Esse é o parque real mais antigo da Dinamarca construído durante o governo do rei Christian IV no começo do século XVII. Apesar de ser o fim do renascimento, tem o estilo renascentista e é frequentado hoje em dia por muitas famílias. Lá também fica o palácio se Rosenborg que tem exposições permanentes exibindo as coleções reais entre o fim do século XVI com o governo do Christian IV até o século XIV.

Amalienborg são os 4 palácios em que a família real residem atualmente e utilizam para diversas ocasiões. Dois desses casarões são para visitas, em um mora o príncipe com a família e no outro mora a rainha.

Um fato curioso sobre o príncipe e a família real é que eles gostam de ser tratados como cidadãos normais, ou seja, os filhos deles vão para escolas públicas e há alguns anos atrás eles tiveram uma criança intercambista morando com eles dentro do palácio. É possível também ver eles saindo de carro ou passeando com seu cachorro já que não tem portões em frente aos palácios, apenas os guardas reais.

Durante o século XVIII Copenhagen sofreu dois grandes incêndios que destruíram a cidade. Os anos de 1728 e 1737 deixaram sua marca, o que teve por consequência a cidade ter 5 prefeituras em sua história. Ao redor da capital é possível observar vários castelos ou igrejas extremamente interessante e magnificas arquitetonicamente. Tirando a prefeitura, essas 3 outras estruturas que estão nas fotos ficam muito perto uma das outras.

Ao lado da prefeitura fica o Tivoli Gardens, um parque de diversões fundado em 1843 e que ainda está em funcionamento hoje. Ele é o 7° parque mais antigo do mundo e foi uma grande inspiração para Walt Disney. Os preços são bem salgados, mas existe a opção de comprar entrada para somente o brinquedo que quer ir, que foi o que eu fiz. Diferente da Disney, o Tivoli oferece dezenas de opções de restaurantes para diferentes gostos e preços. Durante o verão, sempre há alguma coisa acontecendo no parque, por exemplo no dia em que fui estava passando um filme no jardim e toda a noite tem fogos de artifício. 

A pequena sereia foi escrita por um dinamarquês chamado Hans Christian Andersen em uma versão bem diferente do que a Disney adaptou anos depois. Em homenagem a esse grande sucesso, foi construída uma estátua da Den Lille Havfrue (pequena sereia) ao norte da cidade de Copenhagen. Apesar da estátua ser pequena, ela atraí milhares de turistas anualmente.

Freetown Christiania ou Christiania é uma comunidade alternativa com em torno de 1000 habitantes que vive na ilha de Christianshavn do outro lado da ponte de Copenhagen. Foi fundada em 1971 por um grupo de rebeldes que tomaram conta de uma antiga base militar e proclamaram uma "zona livre" (free zone). Hoje em dia Christiana é um dos pontos mais turísticos de Copenhagen e é conhecido pela Pusher Street, um mercado aberto que vende maconha livremente. Dentro desse mercado é proibido tirar fotos e o uso de carros nesse "bairro" é inadmissível também. O uso de maconha na Dinamarca é proibido, mas dentro de Christiana é algo "dentro da lei" por não fazer parte da União Européia (tem uma placa dizendo isso).

A Church of Our Savior é uma torre barroca de 1695 que fica em Christianshavn. Na época em que foi construída ela tinha grande importância por ser a primeira igreja na ilha. Hoje em dia, a torre serve como observatório da cidade. As escadas no interior são bem curtas o que fazem muito difícil a subida, enquanto na parte exterior a subida continua em espiral.

Se tiver dias sobrando em Copenhagen, existem 3 cidades perto da capital que são interessantes de conhecer:

  1. Malmø: Uma cidade na costa da Suécia há 40 minutos de trem de Copenhagen. A ponte que liga essas duas cidades se chama Öresund Bridge e ela é bastante interessante por conectar 2 países entre o mar Báltico e por uma parte de seu caminho começar imersa na água. Malmö é a 3° maior cidade da Suécia e eu só consigo pensar em duas palavras para descrevê-la: charmosa e compras. O centro da cidade tem 2 praças centrais: Stortorget e Lilla Torg. Essas duas praças são rodeadas por restaurantes e edifícios que datam desde o século XVI.

    A cidade é encantadora e a principal atividade para fazer é se perder entre as ruas do centro da cidade velha, comer em algum dos vários restaurante e acabar em lojas locais ou até internacionais. O Turning Torso é um dos maiores edifícios residenciais em toda Europa. Ele foi construído pelo espanhol Santiago Calatrava e tem 190 metros de altura. Ele fica localizado na região residencial da cidade há 20 minutos a pé do centro de Malmö.

  2. Helsingør (Elsinore): Uma cidade portuária a 40 minutos de trem ao norte de Copenhagen. O que atraí turistas para Helsingør é o castelo renascentista de Kronborg, aonde morou alguns dos reis da Dinamarca entre 1420-1786. Uma coisa bastante única do castelo é que foi lá aonde foi inspirado o cenário da história de Hamlet. Como forma de deixar a visita mais interessante, durante o verão sempre há cenas da peça de Shakespeare ao longo do castelo. O centro da cidade têm varias lojas de roupas e restaurantes e o porto possuí duas instalações de arte.
  3. Helsingborg: Do outro do mar Báltico, há 20 minutos de ferry de Helsingør na Dinamarca, fica a cidade de Helsingborg na Suécia. O que fiz quando fui para lá foi dar uma volta rápida pela cidade: visitar a Kärnan Tower que é o resto de um forte medieval, a igreja gótica de St. Mary que foi construída em 1300 e a ruinha estreita principal que chama Kullagatan.

Gostaram? Dúvidas? Deixem seus comentários aqui.                                                     Acompanhem mais fotos no instagram do Tripglobe!!!