Lisboa

Lisboa é a capital de Portugal e também a cidade mais populosa do país. A cidade também foi a capital da metrópole que colonizou o Brasil em 1500. Desta forma, a cidade é muita histórica, onde visitamos os principais bairros.

O bairro do Baixo Chiado é o mais tradicional, comercial e turísitco de Lisboa. Sugiro começar passeando pela Rua Augusta, um calçadão repleto de lojinhas e restaurantes a céu aberto. Na esquina da rua, há a Confeitaria Nacional, uma confeitaria muito antiga e tradicional estabeleçida a mais de 150 anos, onde no andar de cima se tornou um restaurante(muito gostoso). Andando pelo calçadão, avista-se a Praça da Comércio e o Arco da Rua Augusta. A praça do Comércio é famosa por ser o local central da economia em 1700 e onde os judeus eram massacrados durante a época da Inquisição. Perto da Rua Augusta, na Rua do Carmo, se localiza uma das melhores sorveterias de Lisboa, chamada Santini. Mais para frente, na Rua Garrett, fica a famosa estátua de Fernando Pessoa, o maior Poeta do Modernismo português. A região do Chiado é onde se concentra grande parte dos hotéis da cidade e é o lugar mais badalado de Lisboa.

O Bairro mais moderno e residencial de Lisboa é o Parque das Nações. É um bairro que foi planejado e construído para incentivar a cultura, assim encontra-se vários jardins, galerias de arte, museus tecnológicos e o Oceanarium(aquário). Assim, começamos nosso passeio pelo Ocenarium, um aquário bonito, grande e interessante de visitar. Ao lado do Aquário tem um teleférico, chamado de Telecabine, que faz uma vista panorâmica do Parque das Nações e da Ponte Vasco da Gama (tem-se a opçao de ir e voltar no teleférico, mas sugiro só fazer a ida e na volta, voltar a pé).

Um dos símbolos de Lisboa é o bondinho elétrico, desta forma, não podíamos deixar de andar em um enquanto estávamos na cidade. Pegamos o bondinho elétrico nº 28, o mais famoso e que faz o melhor trajeto. Se pega ele na praça Fernando Pessoa, no Baixo Chiado, e dá para sair e voltar ao longo das paradas que ele faz.

Nós saímos no bairro de Alfama no miradouro Portas do Sol, que é uma linda vista para o Rio Tejo. Alfama é o bairro mais histórico de Lisboa e também o antigo bairro Judaico. O Castelo de São Jorge é um miradouro muito alto localizado no Bairro de Alfama, mas que infelizmente não tivemos a opurtunidade de ir visitar.

O Palácio Nacional de Queluz, é um museu super importante para a história de Portugal, e consequentemente para a do Brasil também. Lá foi onde viveu a família real portuguesa e onde nasceu e morreu D. Pedro I (para os portugueses é D. Pedro IV). É interessante a visita e se sobrar uma horinha do dia, vale a pena.

O bairro mais famoso de Lisboa e onde mora o Presidente de Portugal é Belém. Belém é muito conhecido por ser o local de onde Pedro Alvares Cabral saiu com sua frota para descobir o Brasil e pelo monumento nacional da Torre de Belém. Assim, existem 4 coisas principais para fazer neste bairro.

  • A 1ª delas é visitar o Museu dos Coches, um museu de carruagens antigas do século XIX. O museu é bem interessante e com muita história para contar. Desta forma, conseguimos observar como era o meio de transporte da Europa antigamente.
  • A 2ª coisa é o monumento do Padrão dos Descobrimentos, uma homenagem ao Pedro Alvares Cabral e sua frota por ser aquele o lugar de onde eles saíram para as Américas. Para quem não tem medo de altura, sugiro subir no monumento, onde tem uma vista privilegiada de Belém.
  • O 3ª lugar que não pode deixar de ir é a Torre de Belém, um antigo forte de 500 anos atrás e um dos símbolos de Portugal.
  • O 4ª lugar que visitamos foi o Mosteiro dos Jerônimos, um antigo mosteiro que hoje é um museu muito interessante e bonito por dentro e por fora.

Há 40 minutos de carro de Lisboa, existem 2 cidades bem pequenas mas muito bonitas de visitar. Sugiro tirar 2 dias de sua viagem e passear por essas cidadezinhas.

A 1ª em que fomos foi Cascais, uma cidade praiana onde tem um calçadão no centro da cidade repleto de lojinhas e gostoso de passear. Calçadão em Portugal se fala Paredão. Outro lugar interessante para visitar é a Boca do Inferno, uma gruta formada pelo repetido movimento da água batendo nas pedras. Do paredão até esta tal gruta, demora por volta de 20 minutos de caminhada. Como estávamos cansados de caminnhar e estava muito quente, alugamos e fomos de segway.

A 2ª mini-cidade que fomos foi Sintra, uma vila medieval no meio das montanhas dentro do parque nacional Cascais-Sintra. O centrinho da vila é muito bonitinho e pequeno com várias lojas de souvenirs e restaurantes. O dia que se vai para Sintra é um dos mais cansativos de toda a viagem, pois tem que andar muito e fomos em 3 palácios diferentes. Começamos o dia visitando o Palácio da Pena, um castelo antigo e muito bonito que mistura os estilos góticos e medievais do romantismo do século XIX. Lá morou os principias reis de Portugal, entre eles, D. Luís I, D. Carlos I e d. Manuel II. Depois fomos visitar o Castelo Mouro, um antigo forte e o ponto mais alto de Sintra, onde tem uma vista maravilhosa da vila e das cidades embaixo da montanha. Por último, fomos na Quinta da Regaleira. Quinta da Regaleira é um parque grande, onde tem jardins, um Poço Iniciático, o Palácio da Regaleira e muito mais. O parque é muito demorado para se fazer inteiro, e como estávamos exaustos de tanta história e de ver palácios, só fizemos o principal.

O hotel que ficamos hospedados em Lisboa foi o Pestana Palace. O hotel é muito bom, grande e chique. Antigamente era um castelo antigo e assim hoje em dia é um monumento nacional. O único problema é que ele é um pouco afastado do centro da cidade, 10 minutos de carro, mas mesmo assim vale a pena.

Gostaram? Dúvidas? Deixem seus comentários aqui.                                                     Acompanhem mais fotos no instagram do Tripglobe!!!