Maragogi

Maragogi é um munícipio litorâneo localizado no estado de Alagoas, entre Maceió e Recife. Para chegar, as melhores opções são através do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares (Maceió) ou pelo Aeroporto de Guararapes (Recife) e depois mais 2 horas de carro, independentemente da opção escolhida. 

O nordeste brasileiro é conhecido por ter temperaturas quentes (médias de 30º Celsius) e fazer sol o ano inteiro. Essa concepção está errada e, na verdade, as melhores épocas para viajar para o Nordeste brasileiro é desde o começo de Outubro até o fim de Abril. Entre Maio e o final de Setembro, por ter um clima semiárido, o calor ainda continua, mas as chuvas sao inevitáveis e podem ser de forma passageira ou demoradas.

O litoral do Nordeste Brasileiro é muito famoso e admirável por ter aquela água azul bem clarinha quase que transparente. Infelizmente, estive em Maragogi em umas dessas épocas de chuva e isso prejudicou um pouco a paisagem do local. Mesmo que pegamos dias de sol, a água ainda estava um pouco turva por conta dos dias anteriores de chuva.

Fiquei hospedado no Camurim Grande, uma pequena pousada familiar localizada na Praia do Camacho, ao lado do Salinas Resort (único resort de Maragogi). A pousada é extremamente aconchegante, charmosa e por possuir apenas 18 chalezinhos, possui uma excelente equipe de funcionários muito atenciosos. O Hotelzinho é de frente para o mar e atrás dele passa um rio, que mais para a frente se junta com o mar e dá para alugar stand up's.

Um fenômeno muito curioso que acontece no Nordeste brasileiro, é a época da Maré Cheia e Maré baixa. As famosas piscinas naturais que ficam com água cristalina, so apareçem na época de maré baixa e é nessa hora que os hotéis avisam o hóspede a hora de marcar o passeio. Normalmente, as marés variam de acordo com um período de 12 horas, por exemplo: as 5 da manhã a maré abaixa e começa a subir lentamente, e as 17 da tarde a maré abaixa novamente. Depois este ciclo recomeça, mas com uma hora mais tarde: 6 e 18, 7 e 19 etc. Nesses horários, o mar recua e fica muito raso ou até mesmo seca aquela parte de areia. Hora da maré baixa na Praia do Camacho:

Existem 2 passeios muito parecidos, o de Orla e o de Buggy. Os dois vão parando em praias no litoral de Alagoas, mas uma das únicas diferenças é que o de Orla é pelo mar com uma lancha, e e o de Buggy é pela terra. Outra diferença, é que o passeio de Orla para em 2 praias (Antunes e Bruna) enquanto que o passeio de Buggy para em várias, a quantidade varia de acordo com o buggueiro.

Tiramos um dia para conheçer o munícipio de São Miguel dos Milagres, que fica a 1 hora de Maragogi. No caminho paramos em Porto das Pedras para conhecer a Associção Peixe Boi. É uma organização que ajuda esses animais que tão em extinção a se procriar e cuida deles até atingirem a um certo nível de sobrevivencia para viver fora das grades. O passeio é dar uma pequena volta no Rio Tatuamunha, onde esses animais moram, e visitar duas jaulas onde dois peixes estão sendo conservados. Ao longo da volta de barco dá para observar também alguns peixes bois já adultos que estão livres e dar um breve mergulho. 

Em São Miguel dos Milagres, paramos na pousada Milagres do Toque, onde é aberta uma pequena área para visitantes que quiserem relaxar na praia.

O passeio mais famoso que tem para fazer em Maragogi é o mergulho nas Galés, as piscinas naturais no meio do mar. Para este passeio ser realizado com sucesso é necessário apenas duas coisas que a natureza tenha que forncecer: Tempo com sol e a Maré baixa. Como já disse antes, infelizmente estava chovendo em alguns dias que estivemos em Maragogi e o dia que escolhemos para fazer este passeio foi um deles. Desta forma, fizemos o mergulho mas a água não estava transparente, o que por consequência não deu para observar muitos peixes.

Gostaram? Dúvidas? Deixem seus comentários aqui.                                                     Acompanhem mais fotos no instagram do Tripglobe!!!