Stone Town

A cidade mais populosa de Zanzibar é Zanzibar City e a parte velha desta tal cidade é chamada de Stone Town. O destino de todos os turistas que vão à Zanzibar é sempre a Cidade de Pedra, pois lá é o local que conta a história da ilha e que hoje em dia é um patrimônio mundial protegido pela UNESCO. Se puder descrever a cidadezinha em 2 palavras, falaria que é um Souk gigante. Souk é o nome dado ao mercado árabe, onde se vende de tudo desde frutas e temperos à coisas típicas do lugar em questão (Tecidos, Souvenirs e Pashmina's). As ruinhas são extremamente estreitas e a cada lugar que se anda ouve-se barulho de lambretas ou bicicletas querendo passar entre as pessoas e locais pedindo para que entrem em suas lojinhas.

Os hotéis em sua grande maioria não são nada refinados, mais sim bastante aconchegantes, entre eles, posso recomendar o Kisiwa House e o Jafferji House & Spa. Os restaurantes mais renomados de Stone Town se localizam nas coberturas dos melhores hotéis. Desta forma, recomendo 3 para almoçar/jantar, são eles: Jafferji House & Spa, The Seyyida Hotel & Spa e Emerson Spice Hotel. O  Emerson Spice é um dos melhores de toda a cidade e tem um menú degustação, consequentemente necessita fazer reserva com no mínimo um dia de antecedência.

A história de Zanzibar é contada através de diferentes impérios que a conquistaram, e começou com o domínio português em 1500. Eles governaram a ilha por dois séculos e começaram a construir a Cidade de Pedra com o antigo forte. No final do século XVII a ilha foi tomada pelo sultão de Omã, assim como toda a costa Swahilica. A partir daí, o sultão passou a morar em Zanzibar e transferiu a capital de Omã para a ilhota. Em 1861 com a guerra entre os Muscat e a família real Omani, a Ilha se separou do país do Oriente Médio e se tornou um país independente contralado pelo Sultão. No século XIX Zanzibar estava se desenvolvendo e passou a ser um grande centro comercial de temperos, tecidos e escravos. Em 1890 Zanzibar passou a ser uma colônia do protetorado inglês, mas ainda com um sultão árabe no poder. Em 1964 Stone Town foi palco da Revoluçao de Zanzibar, que como resultado teve o sultão árabe fora do poder e a anexação da ilha a Tanzânia. Hoje em dia, Zanzibar ainda é um território anexado, mas que se declara como um estado semi-autônomo.

Uma vez na Cidade da Pedra, existem 2 passeios mais tradicionais que não pode deixar de fazer: O Stone Town Tour e o Spice Tour. Desta forma, com a empresa Zanzibar Different Tours, optamos por estes dois programas. O Stone Town Tour nada mais é do que sair caminhando com um guia especializado (para um grupo pequeno/ou particular) pelas ruinhas da pequena cidade apredendo sobre a grandiosa história daquele lugar. O passeio dura em torno de 2 horas e é extremamente cansativo (pois além de caminhar abaixo do sol, a temperatura vai estar em torno de 31°C), desta forma, sugiro começa-lo o mais cedo possível.

Zanzibar é uma ilha muito rica e produtora de diversos tipos de temperos, assim, o Spice Tour é um dos passeios mais renomados e bem falados do local. Após 30 minutos de carro para fora de Stone Town, chegamos na fazenda Tangawizi. Lá nós caminhamos por uma floresta, onde íamos parando, degustando, cheirando e tocando em diferentes especiarias. O passeio todo é realizado por um guia local, e que além de ter a opurtunidade de conheçer a casa de banho da antiga mulher do sultão, é ofereçido um almoço com comida típica de Zanzibar na casa de seu próprio guia. 

Ainda em Stone Town, um lugar relaxante e tranquilo de passear no fim de tarde é no Forodhani Gardens e na orla da praia da Cidade de Pedra. O por do sol mais a energia da população local jogando futebol, dançando capoeira e se divertindo na praia, é algo imperdível e admirável.

Gostaram? Dúvidas? Deixem seus comentários aqui.                                                     Acompanhem mais fotos no instagram do Tripglobe!!!